domingo, 23 de janeiro de 2011

Barragens no Rio Uruguai

Construção de barragens irá atingir 19 municípios na região.

Eletrobrás, divulgação

Devem ser concluídos em dois anos os estudos de engenharia e ambientais do projeto das barragens Garabi e Panambi, que serão construídas nos municípios de Garruchos e Alecrim. O edital para a contratação da empresa que fará os estudos foi lançado pela Ebisa, estatal argentina de energia elétrica, parceira da Eletrobrás no projeto.

As duas usinas terão capacidade total de 2.200 Mw, a um custo inicialmente estimado em 5,2 bilhões de dólares.

De acordo com o presidente da Fundação Pró-Construção da Ponte Internacional Alba Posse – Porto Mauá, Airton Bertol da Silva, a barragem em nossa região será construída no km 1.016 do rio Uruguai, no município de Alecrim, a 10 quilômetros de Porto Vera Cruz.

- A partir do estudo, a Eletrobrás considerou os projetos economicamente viáveis e lançou o edital para contratação de empresas especializadas para fazer os estudos finais de engenharia e impactos ambientais, para a futura construção da barragem- acrescenta Airton.

A estimativa inicial é que, entre o início dos estudos e a conclusão das obras, sejam necessários seis anos. Neste período, as obras devem gerar 40 mil postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos, segundo o consórcio responsável pelos estudos, formado pela empresa brasileira CNEC e pelas argentinas Esin e Proa.

Os municípios atingidos

Eletrobrás, divulgação

Localização dos aproveitamentos hidrelétricos selecionados

O projeto da barragem do AHE Panambi localiza-se nos municípios de Alecrim, no Rio Grande do Sul, e de Panambi,na província argentina de Misiones. No Brasil, o reservatório ocupará terras nos municípios de Alecrim, Dr. Mauricio Cardoso, Novo Machado, Porto Mauá, Santo Cristo, Tucunduva, Tuparendi, Crissiumal, Derrubadas, Esperança do Sul e Tiradentes do Sul. Na Argentina, ocupará parte dos Departamentos de 25 de Mayo, Oberá e Guaraní em Misiones. Estima-se que a população afetada será de 1.300 pessoas na área urbana e cerca de 5.400 pessoas na área rural.

O projeto da barragem do AHE Garabi localiza-se nos dois municípios de Garruchos, um no Rio Grande do Sul, outro na província argentina de Corrientes. No Brasil, o reservatório ocupará terras nos municípios de Garruchos, Santo Antonio dasMissões, São Nicolau, Pirapó, Roque Gonzales, Porto Vera Cruz, Porto Lucena e Porto Xavier. Na Argentina, ocupará terras dos Departamentos Apóstoles, Concepción e San Javier, em Misiones, e do Departamento Santo Tomé, em Corrientes. Estima-se que a população a ser afetada será de 2.100 pessoas na área urbana e de 3.800 pessoas na área rural. Uma diminuição de cerca de 45% em relação ao projeto anterior, realizado na década de 70.

FONTE: www.clicrbssantarosa.com.br

5 comentários:

Alberto Arend disse...

À muitos anos se fala nessa barragem, to igual a São thomé...só vendo para crer.
Será de bom grado se acontecer.

Gabrieli Jahns disse...

E para que ano esta prevista a tal barragem????? Serei uma das atingidas, e para onde irei??? Quem garante os benefícios que dizem que vamos ter, e será que irão cumprir com tudo que estão dizendo???
SOU TOTALMENTE CONTRA AS BARRAGENS

Anônimo disse...

façam a de garabi outra em porto vera cruz e outra em dr mauricio cardoso

Anônimo disse...

e a melhor coisa a ser feita!!!

Deise Simone guarize disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.